Non ti scordar di me!…

(…) “Não te esqueças de mim!”  O  Romance de José de Alencar, Cinco Minutos, é uma história que desde o seu início prende a atenção do leitor. Um jovem, ao acaso, sentado tranquilamente num ônibus é surpreendido com o toque e o murmurar de uma moça desconhecida. O que não fora, apenas, um murmuro, mas uma frase […]

Poesia do dia: Drummond

As plantas sofrem como nós sofremos. Por que não sofreriam se esta é a chave da unidade do mundo? A flor sofre, tocada por mão inconsciente. Há uma queixa abafada em sua docilidade. A pedra é sofrimento paralítico, eterno. Não temos nós, animais, sequer o privilégio de sofrer. Poesia Unidade, de Carlos Drummond.

Almas perfumadas

  Um texto de Ana Cláudia Saldanha Jácomo   Tem gente que tem cheiro de passarinho quando canta. De sol quando acorda. De flor quando ri. Ao lado delas, a gente se sente no balanço de uma rede que dança gostoso numa tarde grande, sem relógio e sem agenda. Ao lado delas, a gente se sente […]